Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Motéis, Restaurantes, Bares,
Lanchonetes e Fast-food de Jundiaí e Região

Jundiaí / SP   •  

Notícias

16/07/2015

Eduardo Amorim: Trabalhador não deve pagar a conta do mau gerenciamento da Previdência

Escolhido para ser o presidente da comissão especial do Congresso Nacional que vai analisar a medida provisória que trata dos benefícios da Previdência Social, o senador Eduardo Amorim (PSC-SE) afirmou que a conta pelo mau gerenciamento do setor não deve ser paga pelo trabalhador.
Ele citou como motivos de déficit nas contras da Previdência Social as dívidas não pagas, ao lembrar que, em 2013, não foram repassados aos cofres da seguridade social R$ 3,8 bilhões em contribuições.
Outros tributos que compõem o fundo da Previdência Social também foram sonegados em 2013, somando-se mais de R$ 4 bilhões, como Cofins, PIS e CSLL, disse o senador.Por isso, Eduardo Amorim defendeu melhorias no gerenciamento da Previdência Social, com foco na fiscalização e arrecadação de receitas, além de menor
interferência do governo na renúncia de receitas previdenciárias.
- Isto é necessário para que o Brasil tenha, de fato e de direito, uma Previdência Social viável, justa e sustentável - afirmou o senador.

Fonte: Agência Senado