Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Motéis, Restaurantes, Bares,
Lanchonetes e Fast-food de Jundiaí e Região

Jundiaí / SP   •  

Notícias

15/02/2016

Paulo Paim prevê difícil aprovação de nova reforma da Previdência

A mulher tem tripla jornada e salários menores do que os dos homens. Essas são duas razões pelas quais o senador Paulo Paim (PT-RS) discorda da ideia do governo federal de encaminhar uma proposta igualando o tempo de serviço mínimo exigido para a aposentadoria entre homens e mulheres. Na prática, a medida iria aumentar cinco anos para o homem (passando de 60 para 65 anos) e dez anos para mulher (passando de 55 para 65 anos). Paim também avalia que não há clima político para aprovação de matéria dessa natureza no Congresso, caso o governo decida mesmo encaminhar a matéria.

Fonte: Agência Senado