Sindicato dos Trabalhadores em Hotéis, Motéis, Restaurantes, Bares,
Lanchonetes e Fast-food de Jundiaí e Região

Jundiaí / SP   •  

Notícias

04/05/2017

Sindicalistas participam de ações contra reforma trabalhista no Senado

Sindicalistas realizaram nesta quarta (3), em Brasília, de uma série de visitas aos gabinetes no Senado, para articular a rejeição do texto da reforma trabalhista. A proposta foi aprovada a toque de caixa pela Câmara dos Deputados na semana passada.

Houve reuniões com os senadores Otto Alencar (PSD-BA), Cristovam Buarque (PDT-DF) e Fernando Collor (PTC-AL), entre outros. Para o presidente da UGT, Ricardo Patah, as conversas sobre mudanças no texto sugeridas pelas Centrais foram produtivas.

“Falamos com 11 senadores, que foram atenciosos aos nossos pedidos. Eles também entendem que não é com pressa que se aprova uma reforma trabalhista. É preciso dialogar e ouvir mais as Centrais. É preciso salvaguardar os trabalhadores e os Sindicatos”, diz Patah.

Às 14 horas, dirigentes das Centrais Sindicais se reuniram com o senador Renan Calheiros, líder do PMDB na Casa, para debater a tramitação do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 38/17 – denominação que recebeu ao ser renumerado pela Mesa Diretora. O ex-presidente do Senado se mostrou contrário à reforma trabalhista.

O deputado Paulo Pereira da Silva (Paulinho), presidente da Força Sindical, também pediu mais diálogo com os senadores, antes de colocar o texto em votação.
“Nós precisamos que os senadores estejam mais abertos ao diálogo, para que se faça uma reforma mais civilizada do que esta aprovada pelos deputados”, destacou Paulinho.
Greve geral - As Centrais Sindicais se reúnem novamente nesta quinta (4), às 14h30, na sede da CUT em São Paulo (rua Caetano Pinto, 575, Brás), para avaliar os resultados da mobilização nacional de 28 de abril e definir o Calendário de Lutas contra as reformas.

Fonte: Agência Sindical